segunda-feira, 1 de abril de 2013

Calendário de Abril


Compositor de destinos
Tambor de todos os rítmos
Tempo tempo tempo tempo
Entro num acordo contigo
Tempo tempo tempo tempo...

Esse trecho da música “Senhor do Tempo”, de Caetano Veloso, descreve como estamos a mercê do tempo. Ele, “compositor de destinos”, é que determina nosso ritmo. Quando somos crianças, o tempo passa devagar. Conforme envelhecemos, vai passando mais rápido. Cruel, com ele não existe acordo. Só a noção de que o tempo passa.

O ano está passando mesmo rápido. Já estamos em abril. Ontem mesmo era dezembro de 2012 e eu e a minha amiga Paty Molina estávamos reunidas aqui em casa para um crop. Demos início à produção de um calendário 2013. Depois fui passar um “tempo” na praia e levei um arsenal de scrap para dar continuidade ao projeto. Agora, que tenho um blog, quero compartilhar aqui a entrada de cada mês.

Abril ficou muito lindo. Veja:

A capa e os meses de janeiro, fevereiro e março também ficaram demais.

Modesta, eu? Nem um pouco... com essa coleção de papéis maravilhosa da Graphic 45, acho que qualquer scrapper de primeira viagem é capaz de arrasar.

E como esse blog é audiovisual, não poderia faltar um vídeo pra ilustrar a história dos calendários.

Os calendários surgiram com a necessidade do homem de contar o tempo e controlar suas atividades. A princípio, principalmente o plantio. Para isso, ao longo do tempo, existiram diversos calendários: o babilônico, o egípcio, o grego, os dos maias, astecas e incas, entre outros. Nos tempos atuais são usados três tipos de calendários: o muçulmano e o israelita, que não consideram o nascimento de Cristo e, por isso, apresentam anos diferentes do gregoriano, que é o calendário que nós usamos. Ele inicia a partir do nascimento de Cristo.

video

Espere pra ver o Calendário de Maio…está demais! 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...